A preocupação com a gripe suína

Muito embora o vírus H1N1 esteja sob o controle público, é uma preocupação que nunca deve ser deixada de lado pelos poderes públicos.

suína” src=”http://dominador.net/fotos/2011/10/A-preocupação-com-a-gripe-suína.jpg” alt=”A preocupação com a gripe suína” width=”281″ height=”200″ />A preocupação com a gripe suína ou H1N1 é mundial. É uma doença avassaladora que se originou do México num período de duas semanas e a partir daí se espalhou por diversos países causando a matança de inúmeras pessoas. É tão preocupante que a Organização Mundial da Saúde (OMS) a colocou no nível 5 de alerta, sendo que esse limite chega até 6. Seu porta-voz declarou que:

“Não é fácil prever se o nível de alerta pandêmico passará em algum momento do atual nível cinco para o seis, que é o máximo e que revelaria que o mundo está diante de uma pandemia.”

O vírus responsável pela gripe suína é denominado “influenza” ou “H1N1”. Era um vírus que atacava somente porcos e que depois de várias mutações passou a atingir o ser humano.

                       

A preocupação com a gripe suína 1É importante observar que o consumo de carne de porco não é responsável pela transmissão da doença. Mas mesmo a população estando ciente dessa informação, a comercialização de carne de porco foi afetada drasticamente.

Os sintomas se confundem com a gripe normal que são: febre, tosse, perda do apetite, náusea, vômito, diarreia e letargia (cansaço e fraqueza mórbidos).

Desde a eclosão do vírus H1N1 todos os países afetados e os que ainda não foram, estão se precavendo instituindo palestras de conscientização e campanhas de vacinação para imunizar a população. Porém discute-se a questão de possíveis reações da vacina H1N1 o que causa medo na maioria das pessoas.

Outra medida tomada é fazer uma fiscalização nos aeroportos que são os grandes meios de proliferação da doença. Segundo as palavras ditas pelo coordenador da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) José Lima Dias:

“O órgão tem orientado passageiros quando deixam o país e principalmente os que desembarcam nas áreas internacionais. Aqueles que chegam de áreas oriundas de onde já existe a doença, o cuidado é ainda maior. Caso alguém chegue com algum dos sintomas, de imediato já é levado para algum hospital que esteja preparado para lidar com a gripe. No caso de Brasília é o HRAN (Hospital Regional da Asa Norte). Nós estamos com um posto montado aqui no DF 24 horas diariamente no aeroporto internacional Juscelino Kubitschek, orientando, distribuindo panfletos para que esteja claro o que é a gripe suína.”

Além disso, segundo parecer do Ministério da Saúde, o Brasil está preparado para combater o vírus H1N1 com um estoque de medicamentos num montante de nove milhões! E mesmo sob o controle público, é uma preocupação que nunca deve ser deixada de lado. Prevenir é uma forma de precaução, ou seja, nunca é demais.

ALERTA AOS SINTOMAS DA GRIPE SUÍNA

Nenhum voto, seja o primeiro



Fabio
24/10/11


Mais informações por email.

Deixe uma resposta

Para comentar você precisa realizar seu login com o Facebook